Trilha sonora da leitura

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Bate - Papo sobre Literatura Nacional

Olá, meus lindos leitores.


É com muita alegria que trago para vocês hoje informações exclusivas do evento que o blog está organizando para o dia 26.01.13 na Livraria Martins Fontes [ Paulista] Às 15:00 horas.
O evento contará com dez autores na mesa,sendo estes: - Felipe Colbert [ A Última Nota e Ponto Cego], Lu Piras [ A Última Nota e Equinócio], Thayane Gaspar [ Princessa de Gelo], Laura Conrado [ Freud, me tira dessa!], Cacá Adriane [ O Último Beijo], John Fellix [ Noturno], Maurício Gomyde [ O Rosto que precede o sonho, Ainda não te disse nada e O Mundo de Vidro], Samantha Holtz [ O Pássaro], Chico Anes [ O Sonho de Eva] e Ricardo Valverde [2012: O Menino que preveu o apocalipse].


Além desse time de escritores teremos um super time de blogueiros!
Agora segue a lista dos outros autores que vão nos honrar com a sua presença:

- Vitor Hugo Ribeiro

- Eddy Khaos

- Bento de Luca

- Wagner Motta

- Leandro Schulai

- Lívia Lorena

- Fabiana Cardoso

- Renato A. Azeverdo

- Nanda Silveira

- Dennis Vinicius

- Felipe Castilho

- Ana Macedo

- Jéssica  Anitelli

- Been Green

- Simone Marques

- Larissa Siriani

- Andressa Andrião

- Elaine Velasco

- Rogério Pietro

- Georgette Silen

- Alexandre Mackenzie

- Gisele G. Garcia

- Silvia Fernanda

- Cris Motta

Espero vocês lá!

Beijos!
Evento no FB

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Promoção de Ano Novo! [ Encerrado e atualizado]

Três blog, Open Door of Creation [ este] , Ler e ImaginarFrases Rabiscadas se reuniram para oferecer para você um ano novo com vários livros! São dois posters [ um de Amanhecer parte um e outro de O Corvo] e quatro livros [ Guardiões, Do Seu Lado, Meia - Noite e Cuco]

Vamos as regras?
- Seguir os três blogs publicamente.
- Residir ou ter endereço de entrega em território nacional.
- O blog tem até 30 dias úteis para o envio do prêmio.
- Cada blog é responsável pelo envio de seus prêmios.
- Preencher corretamente o formulário do Rafflecopter.
- O ganhador tem até 3 dias para mandar um e-mail para larissalazaro@globo.com com todos os seus dados.
- As regras podem sofrer alteração sem aviso prévio e ao participar você concorda com os termos vigentes.




a Rafflecopter giveaway




Parabéns  a Maiara Michelen que foi ganhadora do sorteio! Você tem 3 dias para mandar um e-mail informando seus dados!






https://lh4.googleusercontent.com/-lG5rmKvdC4Y/UNCk1Ag3YgI/AAAAAAAAKkk/pw_CzMOHneU/s576/Pictures4.jpg

domingo, 23 de dezembro de 2012

É gente, já é Natal!



Zz25_largeOlá,
Pois é, aparentemente o ano fecha seu ciclo e chega ao fim, esse ano foi um ano muito definitivo na minha vida, tanto para o lado ruim ,tanto para o lado bom. A primeira metade do ano foi marcada por dificuldades e complicações em vários sentindos, que foram necessários para que eu pudesse me tornar o que sou hoje. Já a segunda metade do ano encontrou uma Larissa mais madura e cheia de sonhos que foram praticamentes todos realizados não só por sorte, mas por esforço diario.
Por essas e outras vou sempre lembrar de 2012, além de ter sido o "ano do fim do mundo", hoje estou aqui para desejar um feliz Natal, com muita paz, saúde e família e claro, um ano novo melhor ainda, não que todos seus sonhos se realizem em 2013, mas sim que você tenha forças para realiza-los por si só, sem depender da sorte; muita saúde, amor e respeito.
Um grande beijo a vocês!
Obs: as postagens do blog não vão parar nesse final de ano mas serão reduzidas e não serão regulares [ por exemplo agora de todo sábado].


#Meme - Meus 16 quase 17 anos

Olha que meme meiogo que recebi do lindo do Robson do blog Perdido Em Palavras!
A ideia é completar as coisas que estão em azul [ o ideal é vermelho, mas assim como eu. , vale mudar a cor] e como título deve ir a sua idade.




Eu sou: Companheira.
Eu quero ser: Médica, advogada ou jornalista.
Minha Casa: É onde meu coração está.
Eu encano com: Crueldade.
Eu acredito: Em contos de fada.
Tenho medo de: Viver em um mundo onde os animais são melhores que os seres - humanos, pera eu já vivo!
Acho graça de: Quase tudo!
Choro com: Emoções ruins muito fortes.
Não vivo sem:  Livros,chocolate,amigos,cobertor e chá
Tenho mania de: Morder a boca.
Eu tenho como heróis: Minha mãe.
Meu personagem de livro favorito:  Dana da série Faeriewalker e Bella de IAN
O Amor é:  Algo lindo que liberta;
Meu livro de cabeceira: Amor de redenção - Francine Riverrs
O livro que eu não emprestaria nem sobre juramento de morte: Todos de IAN, todos da P.C.Cast, A Culpa é das Estrelas, todos autografados e todos que eu tenho nacionais.
Meu sapato favorito é: Está virando rasteirinha.
Na minha estante não falta: Romance, YA, Sobrenaturais, Distopias
Meu autor preferido: J.R.Ward
Um livro que me fez chorar: A Culpa é das Estrelas
Aquela música que acompanha perfeitamente um livro em um dia de chuva: Delirium - Épica
As pessoas acham que: O problema é sempre do outro.
O que eu mais ouço:  Rock, Heave Metal, música clássica, Opera, Alternative.
Eu me sinto livre: A cada segundo
Rezo por/para: Que tudo dê certo com todos.
Meu ponto fraco: Mexer com  a minha família ou pessoas que gosto ou pessoas indefesas.
Meu grande charme:
Sorrir sempre!
De madrugada, eu: Vivo.

 No chuveiro eu canto: Shakira, -q
Eu tenho a ilusão de: que um dia tudo vai melhorar e as pessoas vão mudar.

Blogs que eu indico: O Diário do Leitor Biblioteca Esmeralda Frases Rabiscadas 

sábado, 22 de dezembro de 2012

Sob a luz dos seus olhos - Christine M.



Sinopse: Essa é a nossa vida. [...] Toda transformação que um ser humano pode sofrer porque disse sim, toda a magia que só existiu porque, em um dia qualquer, nossos olhos se cruzaram.” Elisa é uma garota determinada com todo o futuro pela frente. Está partindo para a gélida e cinzenta Londres com todas as expectativas lotando sua bagagem. Nesse cenário, conhece Paul, um jovem de espírito livre e com uma promissora carreira de ator. Tudo poderia ser apenas um romance casual. Entretanto, Paul e Elisa são dois seres nos quais os rótulos não se encaixam. Graças à entrega incondicional e dedicação, puderam vivenciar tudo o que amor pode ser. Ela encontrou em seus olhos azuis a força para ultrapassar todas as barreiras que sequer imaginaria ter de enfrentar. Ele descobriu que as várias nuances dos olhos dela o levariam a uma trajetória oposta àquela que sempre planejou. Com eles, podemos viajar desde a tradicional e britânica York, às belas praias de Angra dos Reis, até as charmosas paisagens de Santa Mônica, na Califórnia, em uma trama intensa vivida e mostrada através dos olhos dos amantes. Contudo, o amor entre os dois jovens vai além do pitoresco. Ultrapassa o cotidiano e invade as questões existenciais humanas, se transformando em um convite à reflexão sobre o autoconhecimento e a incapacidade de prever do que somos capazes. Um romance repleto de reviravoltas, emoção e dinamismo, capaz de prender o leitor até o último capítulo. Muito mais do que uma história de amor furtiva ou pueril, “Sob a luz dos seus olhos” relata de maneira envolvente como esse sentimento pode mudar vidas e construir pontes que nem mesmo o tempo e o espaço podem destruir. O que você faria por amor? Eles fizeram tudo!

Elisa trabalha em uma revista, mas sonha ser escritora. Independente e sonhadora ela embarca em uma viagem que tem todas as chances de mudar sua vida, começando pela cidade de York, antes que siga para seu destino em Londres.
Logo no começo de sua pequena estadia em York se encontra tentada em conhecer a vida noturna da cidade, mas assim que entra em um pub percebe que não é isso que quer, porém ela achou algo muito mais importante lá do que diversão ela achou a luz dos olhos azuis que ela adoraria que a iluminassem para vida toda.
Encantada de cara e sempre muito racional ela nega tudo e apesar de se sentir um pouco depressiva embarca para Londres, mas qual não é a surpresa que ela tem ao descobri que um dos filhos da linda família que a acolheu em seu intercâmbio é Paul?

http://skoob.s3.amazonaws.com/livros/201834/SOB_A_LUZ_DOS_SEUS_OLHOS_1321742658P.jpg 





"[...] sempre fui muito cética em relação à paixão, mas cada pedaço do meu corpo contradizia meu cérebro. Impossível negar que eu estava me envolvendo mais do que deveria.[...]" - Página 51







Com o sonho de ser ator Paul é lindo, jovem e possuí os olhos mais encantadores para Elisa, a luz que provem deles a embala e a encanta ao mesmo tempo que a razão lhe chama de volta a realidade. Poderá ela resistir aos magníficos olhos azuis e poderá ele resistir aos encantadores olhos verdes de Elisa?
 Nessa trama onde uma montanha - russa não se compara aos altos e baixos pelos quais os personagens passam, toda emoção é pouca. Com uma destreza digna de mestre Christine M. nos faz ver através dos olhos verdes e nos faz viver sob a luz dos olhos azuis.
Geralmente não gosto da narração de primeira pessoa mas nesse caso é essencial estar na pele de Elisa para entender cada parte da história. A raiva por alguns momentos e personagens chega a ser irracional já que tudo tem um motivo milimetricamente calculado, mas me diga quem, envolvido com a história conseguirá ter pensamentos totalmente racionais sobre a mesma?
Existe uma música no livro que não vou revelar por ser spoiler, mas para quem quiser ver ela se encontra entre as páginas 79 e 80 e é uma das partes mais fofas do livro que eu não poderia deixar de citar.
O modo como são descritos os locais, costumes e clima em Londres são excelentes, creio que fiz uma breve estadia por lá e adoro viajar sem sair de casa. Assumo que me envolvi de mais com o livro e estou com medo de dar spoilers, mas o li em menos de um dia e foi impossível não encontrar o final!
Eu adorei cada drama e problema que esteve no caminho de Elisa, acho que alguns foram muito bem tratados e acabaram por abordar problemas comuns que as vezes esquecemos, sim eu adoro críticas sociais em um livro!
Existem partes realmente dramáticas e partes em que você odeia a Elisa apesar dela ter motivos, mas sem dúvidas a história é linda e merece ser imortalizada na alma. O livro se tornou um dos meus favoritos e tenho certeza de que se alguém encostar dele teremos uma briga séria.
Além da história do livro preciso confessar que compraria o livro só pela capa tranquilamente e pela diagramação, os capítulos são demarcados por uma folha em cinza igual da capa, uma coisa que eu achei linda pois além de fazer referência ao clima da história e a capa é fofa mesmo.
Podem me julgar mas eu morri de fofura com o livro! *--*
Preciso realmente dizer o quanto indico o livro? Apenas não o indico para quem não gosta de romances, porque a base da história é o romance, porém você pode encontrar um pouco de música, Londres, palcos e afins além do romance.
Beijos!

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

A Última Nota - Felipe Colbert e Lu Piras



Sinopse: Quando Alícia Mastropoulos se apresenta pela primeira vez como a principal violinista na Orquestra de sua Universidade, ela não tem ideia dos acontecimentos que este fato desencadeará. Decidida a tocar uma composição inédita deixada por seu falecido avô em vez da música programada, ela se emociona e erra a última nota, mas ninguém parece perceber. No dia seguinte, recebe a notícia que um jovem desconhecido é encontrado no coreto próximo ao local da apresentação e levado para um hospital. Quando acorda, ele não se lembra de nada, apenas chama pelo nome dela. Ele, o belo e misterioso rapaz de olhos azuis, é exatamente o que Alícia precisa evitar. Porém, a aproximação entre os dois se torna inevitável quando ela descobre que sua avó, Cecília, tomando conhecimento do caso, hospedou-o e ainda lhe deu o nome de Sebastian. Preocupada, Alícia pede que sua avó o afaste de casa, antes que a situação traga problemas para sua família e para o seu namoro com Theo. Percebendo a relutância da avó e incomodada com a proximidade cada vez maior de Sebastian, Alícia decide apressar o noivado com Theo, para a satisfação de seus pais, que veem com bons olhos um casamento entre duas famílias tradicionais gregas. Só que, aos poucos, ela começa a descobrir uma intensa atração pelo rapaz desconhecido, que a levará a entender, enfim, o mistério que o envolve, a resgatar histórias do passado e a tomar importantes decisões para o futuro.

Alícia Mastropoulos apesar de se considerar brasileira e não grega sempre seguiu todos os costumes de seu povo, menos um, fazer faculdade de música. Aos 21 anos ela conseguiu chegar ao posto de Spalla, o mais importante da orquestra, e está noiva de Theo, um grego de família importante e bem vista.
Sua vida era tocar violino, instrumento que aprendeu com seu avó e grande violinista Amadeus Mastropoulos, trabalhar no restaurante grego de seus pais e manter o relacionamento com Theo. Até que ela recebe uma ligação do Hospital da Lagoa dizendo que havia um homem que foi encontrado nú e falando seu nome, rapidamente Theo lhe vem a mente e ela corre para o hospital, porém quando chega lá não é Theo que encontra e sim um desconhecido.

"-Acho que eu gosto de você desde antes de lhe conhecer." - Página 91


Com sua vida posta a prova Alícia terá que fazer escolhas e tomar decisões definitivas. A música nunca foi tão importante quanto agora e errar a última nota não é uma opção.

" Quando você toca, você faz música. Quando você acredita você faz mágica." - Página 150

No começo do livro pensei que seria apenas um romance, muito bonito, mas ainda sim um romance; não poderia estar mais enganada! O livro trata de coisas muito além do romance, como relações familiares, tradições e até que ponto uma pessoa vai por seus sonhos, além de amizade.
O modo como os personagens coadjuvantes são tratados é ótimo porque nos permite conhecer um pouco mais a Carol e a  D.Cecília que são personagens que eu adorei.
Em um primeiro momento acreditei que a narração em primeira pessoa, narração esta que eu menos gosto, iria atrapalhar a história e influenciar negativamente em eu gostar do livro,mas, ao longo da história percebi que não havia outro modo dela ser contada porque é o que a Alícia sente, o que ela vê que muda tudo e não como o mundo é. Além do fato que em muitos momentos, várias coisas não poderiam ser feitas ou expostas se não fosse a própria Alícia que nos contasse.
A cultura grega, uma das minhas favoritas, aparece durante todo o livro com detalhes e explicações o que torna tudo ainda mais interessante, porque além de você estar envolvida pelo romance acaba por se envolver também uma nova cultura.
Eu nunca fui ao Rio de Janeiro, onde se passa a história, mas depois de ler o livro creio que não ficaria tão perdida, já que há uma preocupação em identificar cada local e descreve-lo.
Sebastian é o prato principal do livro, pois a cada minuto você se delicia com uma descoberta sobre ele ou o modo como ele age. Por vários momentos me peguei pensando " mas um homem não age assim" e então me lembrava de que ele não se lembrava de nada, isso quer dizer que não possuía a maldade, o preconceito e tantas outras coisas de homens comuns.
Uma das preocupações que tinha em relação ao livro era de como a história seria enlaçada em vista de que é escrita por duas pessoas, porém devido a forma como ele foi escrito não existe uma parte se quer que não seja enlaçada a todo o contexto do livro.
Sem mais delongas é um livro que eu dou nota máxima, pois de "bônus" tem capítulos curtinhos e um ritmo acelerado que me fez demorar menos de um dia para ler. Por isso ele fica sendo minha dica para dar de presente de boas festas.
Beijos!

Apátrida



Sinopse: Uma pequena vila na Polônia. Uma menina repleta de vida. Um encontro. Vidas Ceifadas. Sonhos Destruídos. Infâncias Roubadas. As recordações da personagem Irena amarram o leitor na História do Século XX. Baseado no estudo dos fatos que marcaram a época, o palco da narrativa é a conturbada Europa pós Primeira Guerra Mundial, culminando com a eclosão da Segunda Grande Guerra e a destruição que ela provocou na vida de milhões de pessoas. A narradora conduz a exposição em primeira pessoa, e remete o leitor a enxergar, através de seus olhos, o cotidiano a que ficou submetida. É um relato humano, sincero e envolvente que revela a passagem da vida infantil feliz da menina, para o tumulto da existência adulta, cheia de contradições





"[...] Por que não podíamos ser como elas [ crianças], sem preconceitos, rancores e ódios? Por que não deixamos os outros viverem com suas diferenças? Deus não nos deu o livre abítrio? Se alguma coisa vai contra os nossos príncipios, deixamo que as pessoas decidam o que é bom para elas e pronto! A cada um será dado de cordo com a sua porção de sabedoria. Infelizmente, as pessoas não são assim, e em momentos como a guerra, exacerbam os sentimentos de impunidade e fazem valer o que têm de pior dentro delas. Foi o que fizeram. Mataram porque não os aceitaram, sem ter-lhes dado a possibilidade de defesa." - Página 121





A segunda grande guerra é narrada  pelos olhos da polonesa e católica Irene. O livro se inicia antes da guerra contando sobre sua paixão por Jacob e por seus irmãos, principalmente por Maria, narrando sua vida no campo e como apesar de tudo era feliz.
E então antes mesmo de começar a guerra sua vida desmorona quando Jacob se casa com Ewa, Maria morre e tudo parece beirar o precipício.
A guerra começa e ela nem está mais na Polônia e agora terá que tomar muito cuidado para defender sua vida.
O livro tem um ritmo bem lento, coisa que me irritou, e fui começar  a realmente me envolver e gostar da história no final.
Irene no começo é uma mocinha totalmente influenciável e apaixonada, porém ao longo da guerra ela vai crescendo e evoluindo como pessoa. Ela descobre o amor, não o juvenil como o que tinha com Jacob, mas sim um amor calmo e tranquilo.
Grande parte do livro é pura história, seja de como ocorreu, como e onde ou de por qual motivo ocorreu, o que afeta um pouco o desenvolvimento do livro na história de Irena.
Não foi um livro que me agradou muito por causa do ritmo lento, criado pelo fator histórico, e pela própria história de Irena, afinal sempre que eu achava que ela estava começando a se tornar uma pessoa melhor e ter um relacionamento decente algo acontecia. Porém, isso é uma coisa muito pessoal, porque acredito que várias pessoas adorarão o livro pelo mesmo motivo pelo qual eu não gostei.
Beijos.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Lançamento de A Última Nota [São Paulo 15/12/12]


Olá Pessoas queridas!

Estou de volta para falar de mais um evento. Dessa vez sobre o lançamento do livro A ultima nota, da Lu Piras e do Felipe Colbert.

O evento aconteceu no último sábado, na Livraria da Vila, foi a primeira vez que entrei nela, e achei-a simplesmente linda. Sabe como as bibliotecas deveriam ser? Bem grandes, varias prateleiras, desenhos de livros nas paredes, ela era assim, parecia mais uma biblioteca do que uma livraria.

O dia estava chuvoso, e próximo da hora do evento a chuva caiu com tudo, e por isso muitos não conseguiram ir, e todos que foram chegaram bem molhados. Molhados mas felizes, afinal iriam conhecer dois autores muito simpáticos.

Todos puderam ter seus livros autografos, conversar com os escritores e, claro, tirar umas fotinhos.





Fui uma das primeiras a chegar, então aproveitei para fazer a pergunta que, acredito, seja a que eles mais escutam, "Como foi escrever o livro à quatro mãos?", bem, a idéia foi do Colbert, há bastante tempo ele vinha desenvolvendo-a, mas não se sentia confortavel escrevendo na visão de uma garota, quando ele pediu à Lu ela logo topou e escreveram o livro super rápido, se me lembro bem foi em apenas dois meses. Eles fizeram isso parecer uma tarefa fácil, sem brigas a respeito de como o livro deveria ser, desde o começo já sabiam que rumo a história tomaria. Achei incrivel.

Muitos autográfos depois, os autores levantaram e passaram a interagir mais com quem ainda estava por ali, e, claro, tirar mais fotos!

O lançamento foi muito bom, espero que vocês tenham gostado, e não deixem de ir aos próximos.

Bjoos

Tati


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Jéssica Anitelli

Hoje vamos conhecer um pouco da escritora Jéssica Anitelli:
Autora de três livros:

 O Punhal, publicado pela editora Dracaena.
Sinopse:
Seus olhos verdes sempre cruzavam com aqueles olhos gélidos durante a noite. Ao vê-los, junto com aquela pele esbranquiçada, o coração disparava, os pelos do corpo arrepiavam e a boca secava. Eram essas as sensações que Diogo sentia ao ver a figura daquele homem que o seguia desde criança. Sentia medo, lógico, mas por outro lado tinha a sensação de que algo em sua alma os ligava. Mal sabia que Augusto, um vampiro com mais de 100 anos, tinha planos para ele, planos esses que envolviam sua ida para a vida noturna. Após a noite em que o sangue de Augusto tocar seus lábios sua adolescência nunca mais será a mesma, se tornará sombria, tenebrosa, intrigante e ao mesmo tempo fascinante.
Mas conseguirá ocultar lembranças e sentimentos humanos? Esquecerá o amor por Júlia?
As mudanças sofridas no início de sua existência noturna serão baseadas em Henrique, um vampiro que possuía os mesmos olhos verdes de Diogo e de sua família, tão verdes quanto às esmeraldas contidas no punhal.

O Ritual, que será publicado pela editora Dracaena em março!
Sinopse:
Será mesmo certo um humano conviver tão próximo ao seu maior predador? Júlia pensava que seu amor por Diogo era maior que tudo e que a partir daquele momento as coisas se ajeitariam e eles, finalmente, poderiam ficar juntos. Será mesmo? 
O Conselho dos vampiros não deixará a pobre garota em paz, pois ela carrega consigo a maior arma de eliminação da sua espécie. E se não bastasse essa perseguição que a deixa transtornada, há também Marta, que continuará a mexer com as emoções do jovem vampiro de olhos verdes e da menina ruiva. 
Observando tudo de cima está Henrique, que não abandonará o corpo de seu parente até que o ritual seja realizado e assim possa voltar ao que era há mais de 100 anos. Mas até que isso 
 aconteça, este vampiro que não possui dentro de si nada de humano, causará conflitos e dores. 
O segundo livro da série promete arrebatar o leitor do começo ao fim e levá-lo a manifestar sentimentos dos mais variados.

 E Volúpia, sem previsão de publicação mas que já tem capa provisória!
Sinopse:
A primeira troca de olhares foi o suficiente para que ela não saísse mais de sua mente. Enzo não conseguiu se esquecer daquela jovem de olhos e cabelos negros e de lábios rosados. Ele não sabia, mas sua vida mudaria a partir do momento em que suas bocas e corpos se encontrassem. O amor mais intenso e arrebatador que ambos já sentiram. Clara o levaria aos céus e ao mesmo tempo ao inferno, misturando paixão, excitação, desejo, desconfiança e ódio.
Esse amor cercado de prazeres será embalado ao som de danças que deixarão os olhos de Enzo vidrados nos movimentos corporais de sua amada, sempre admirando-a. Sucumbirá aos desejos dela, mas sofrerá por vê-la derramar lágrimas de tristeza, sentindo-se cada vez mais impotente por não poder ajudá-la.
Entregue-se a todos essas emoções, pois Volúpia mexerá com os seus sentimentos mais do que você pode imaginar.


E seu blog... Essa é a nova parceira do blog e espero que tenham gostado!
Beijos!

domingo, 16 de dezembro de 2012

O Pássaro - Samanta Holtz



Sinopse: Caroline Mondevieu é filha de um poderoso Barão e tem tudo o que uma dama da época poderia querer: status, riqueza e um ótimo partido para se casar. Seus sonhos, no entanto, vão muito além de vestidos caros ou um bom marido; ela quer ser dona do próprio destino. Sua vida muda completamente quando encontra Bernardo, um charmoso domador de cavalos que parece ter o dom de irritá-la. Eles não conseguem se entender até quando percebem que, para alcançar o sonho em comum da liberdade, terão que passar por cima das suas diferenças e se unirem num arriscado plano que promete transformar suas vidas para sempre. Grandes emoções os aguardam em sua jornada; perseguição, mistérios, ciganos e o despertar de um sentimento que insiste em se manter escondido. Mas o que parece tão simples envolve muito mais magia e coincidências que eles podem imaginar, além da descoberta de segredos, até então, muito bem guardados. Uma história romântica e surpreendente que irá prender sua atenção desde a primeira página. Você está preparado?

http://skoob.s3.amazonaws.com/livros/194449/O_PASSARO_1324492532P.jpg




 "Deixou cair o capuz, como se ele também significasse uma das suas amarras para aquela vida artificialmente bela e segura. Naquele momento, ela se declarava livre..." Página 120









Caroline Mondevieu é uma jovem forte e independente que infelizmente nasceu no século errado e com o pai, o poderoso barão Enézio, errado.
Após uma conversa, quando tinha sete anos, com Bernardo, ela nunca mais pensou da mesma forma e seu mundo perfeito se ruiu, pois ela descobriu que nem todas as pessoas moravam em um castelo e tinha roupas bonitas ao seu dispor. Desde então ela se tornou uma moça que apesar de ser da nobreza usava roupas simples e se divertia no campo e não em bailes de gala.
Seu melhor amigo Filip esteve sempre ao seu lado e apesar de não concordar sempre ouviu suas revoltas, até que Caroline recebe a notícia de que terá que se casar com ele e vê como realmente é apenas um pássaro em uma gaiola enfeitada.
Agora ela deve decidir se conseguirá ou não ficar presa mesmo que em uma gaiola bonita.
Nessa trama cheia de segredos, perseguições, ciganos e amor, o que não faltará é emoção e um carinho enorme pela personagem principal que se apresenta diferente de todo o contexto. Com um final surpreendente e arrebatador, a trama irá te envolver do começo ao fim, fazendo com que você não largue o livro até que tenha uma overdose de Caroline e sua luta.
O livro é narrado em terceira pessoa com sensação de primeira, algo que eu adoro, mas poucos autores fazem bem, a escrita da autora é completamente envolvente. Em cada capítulo há uma frase, logo abaixo do número e nome do capítulo, que será a principal daquela parte, porém, ao invés de ser um spoiler como pensei a principio ele faz com que você fique mais curioso ainda para entender o contexto e muitas vezes não é o que você está pensando.
A mocinha foi um dos pontos do livro que me conquistou logo de cara, porque além dela lutar por aquilo que quer ela é forte, não fica chorando pelos cantos, e além de tudo é uma pessoa ótima sempre tentando ajudar os outros e enfrentando seu pai aos poucos. Seu pai foi outro ponto que me conquistou no livro, porque ele é um personagem marcante, forte, é o típico barão e a autora não fugiu em nada da realidade ao desenvolvê-lo.
Elizabeth, irmã da mocinha, foi um personagem muito bem desenvolvido e que eu simplesmente adorei, ao contrário da irmã, ela é submissa e consegue um casamento arranjado com o homem a quem ama; porém mesmo quando nem tudo são flores em sua vida ela mantém a postura das moças da época , dando maior realidade ao livro. Adorei o desenvolvimento dessa história paralela e o modo como ela foi encaixada na história principal.
No livro inteiro só houve uma coisa que eu não gostei, mas foi na trama e por questões pessoais, não vou dar spoiler.
De forma geral o livro é indicado a todas as idades, tem uma leitura rápida e de ritmo acelerado e claro, três lindas histórias de amor.
Mais sobre a autora aqui.
Beijos.(:

sábado, 15 de dezembro de 2012

Evento Entre Linhas e Letras em São Paulo

Oi pessoal!

Esse é meu primeiro post no Blog, a Lari me convidou para ser colunista, então aparecerei vez ou outra =)

Nesse fim de semana o grupo Entre Linhas e Letras esteve aqui em São Paulo, e eu e a Lari estavamos lá!

O Evento foi mediado pela Ceile ( Blog Este Eu Já Li) e Fernanda Souza ( Blog Leitora Incomum), e contou com a presença de 4 das 8 escritoras do grupo, Carolina Estrella, Helena de Andrade, Marcia Rubim e Monique Lavra.

As meninas explicaram como o grupo surgiu, contaram um pouco sobre ele, o projeto que fazem, e sobre seus livros, elas fazem um trabalho muito legal de incentivo a literatura nacional, indo em escolas e divulgando de todas as formas possiveis! (Você pode saber mais sobre grupo no blog do Entre Linhas e Letras )

A Fê e a Ceile prepararam algumas perguntas para as escritoras, perguntas que, acredito, passem pela cabeça da maioria das pessoas, principalmente voltadas a ser escritora no Brasil. Elas responderam, explicando como foi o processo de escrita, todas elas tiveram o apoio da família, e consideram isso fundamental, a dificuldade de se conseguir uma editora e de garantir que seu livro saia exatamente como você queria, com uma bela capa e bem revisado, e a dificuldade ainda maior na hora da divulgação.

Elas são muito divertidas e alegres, dava pra ver que são amigas de verdade, o que achei super legal, afinal ser escritor no Brasil é algo complicado e é bom ter o apoio de pessoas que passam pelas mesmas situações.

No final do evento foi realizado o sorteio dos livros de cada uma das meninas, e garrafinhas e porta moedas super fofos que elas prepararam com o logo do Entre Linhas e Letras. Apesar de poucos sorteados, ninguém saiu de mãos vazias, todo mundo ganhou mimos dos livros, como marcadores e calendários, e, claro, as autoras distribuiram autógrafos, sempre dando muita atenção aos fãs. Adoro essa parte, falar com quem escreveu o livro e comentar sobre ele é simplesmente ótimo.

Espero que tenham gostado, até mais!

Tati Oliveira.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Procura-se um marido - Carina Rissi



Sinopse:  Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Procura-se Um Marido 



" Procura-se um marido para curta temporada. Homem entre 21 e 35 anos, que tenha imóvel próprio e emprego estável, disponível para matrimônio. Boa aparência não é exigida. Apresentação de antecedentes criminais obrigatória. Casamento de aparência. Sexo está excluído do acordo. Paga-se bem no término do contrato. Tratar com Lili pelo telefone..." - Página 76






Alicia no começo do livro é insuportável, tive uma crise logo de cara no livro e meio que empaquei no segundo capítulo de tanta revolta que ela me causou, mas resolvi retomar a leitura para ver se ela aprendia alguma coisa ou pelo menos sofria um pouco, mas ai fui me envolvendo com ela e ela foi cada vez se metendo em maiores confusões e ficando mais perdida e ai eu fui rindo e ficando com a garganta apertada junto com ela. Imaginando as cenas como um filme e entendendo seus motivos. Logo como o previsível, estava apaixonada pelo livro e precisa do final.

Quando seu avô, Narciso, morre deixando para ela um testamento com a exigência de que ela se case para poder ter acesso aos bens, ela se vê perdida, não só pelo dinheiro, mas sim pela ligação que havia entre ela e seu avô, ele era: pai, mãe, amigo e avó. Ela começa a sofrer muito profundamente e mal sabe que isso é apenas o começo.

Desesperada ela faz um anúncio no jornal procurando um marido e depois de muitos e muitos esquisitos, de tudo quando é tipo, ela se depara com Max , um cara pelo qual ela teve ódio instantâneo percebe que é melhor lidar com o que já conhece, por pior que seja, além do que, por trabalharem na mesma empresa eles tem um álibi razoavelmente bom, por isso acaba aceitando, obviamente o cara ser um Deus grego não tem qualquer interferência nessa decisão.
Além de toda essa baderna Alicia é agora ASSISTENTE de secretária e tem uma chefa um tanto quando terrível. Vivendo na sala treze do sétimo andar onde está a copiadora ela se torna um tanto claustrofóbica, rs.

Uma coisa que eu achei MUITO MUITO genial no livro é o modo como Carina coloca criticas sociais, dizendo sobre Mari que convive com garotas que sofrem de anorexia e acaba por se tornar um pouco uma, como Alicia FOGE de ônibus mais que o diabo da cruz e até como o INSS rouba o dinheiro do contribuinte e não faz lá muita coisa.

A narração em primeira pessoa no principio me trouxe muita raiva e depois se tornou apenas incomoda, não gostei de certas partes onde eu sentia a necessidade de fugir da visão da principal e comparar ao “real" por assim dizer. Isso me deu uma certa aflição e curiosidade extrema.
Mas de forma geral Alicia é encantadora, o jeito como ela é rebelde e não tem problemas em jogar tudo para o ar sem nem pensar duas vezes e , claro, o modo como ela repele as diversas investidas de "bom- moço" do advogado de seu avô, Clovis, que ela nunca consegue gostar.

De forma geral o livro é gostoso e leve de se ler, sem ser, claro parado, a narrativa tem um ritmo muito bom, lento nas horas certas [aquelas que você gela até o dedinho do pé] e rápido nas horas de ação [ que te levanta até o maior fio de cabelo]. Carina tem um jeito único e ótimo de contar essa história através de Alicia.
Além de todos os pontos citados acimas temos o relacionamento " pós- morte" por assim dizer de Alicia com o seu avô que é essencial a história e que causa arrepios. Ele aborda toda uma questão espiritual deixada bem aberta no livro e colocada de uma forma bem nítida, fato que adorei.
Espero depois de ter lido o livro poder ter um pouco mais de Alicia, e de toda a liberdade dela. E claro que entrou por meu Hall de livros favoritos.

Beijos!