Trilha sonora da leitura

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Resenha de " O Anjo Caído" - Thomás Aragutti

PROMO ENCERRADA
Oi, lindinhos!
 Como é aniversário do blog é claro que tem uma surpresinha no final da vídeo resenha e para quem curti vou deixar a sinopse antes do vídeo e os quotes embaixo do vídeo.

Sinopse: Quando os amigos universitários Teodoro, Ricardo, Fernão e Carlos retornavam de carro para suas casas, não imaginavam que o acidente que sofreriam mudaria suas vidas para sempre. Um carro ultrapassou o sinal vermelho e colidiu com eles, quase tirando suas vidas, e, instantaneamente, Teodoro desapareceu sob o olhar de todas as testemunhas. Jornalistas e conspiradores do mundo inteiro miraram suas atenções para a turística Cabo Frio, e as investigações revelaram contradições num passado misterioso do jovem. Como alguém consegue desmaterializar-se num piscar de olhos, assim como toda a mobília de sua casa? Quem era Teodoro, e o que ele escondia? Angela, sua namorada, foi sequestrada e os jovens amigos tiveram um diferencial. Contato direto com as causas de todo aquele transtorno: os Promitentes, indivíduos de um passado esquecido que conheciam a maior fonte de energia existente, e que está em Cabo Frio. O que fez despertar um mau adormecido, conhecido como Anjo Caído, cujo nome, além de ser o mesmo de uma famosa estátua no coração da cidade, relembra uma entidade que mostrou o mau à humanidade nos tempos imemoriais. Seguindo caminhos inacreditáveis, eles terão que correr contra o tempo para salvar Angela e descobrir os segredos de Teodoro, mais antigos que os descobrimentos daquelas terras, muitos séculos antes, o que os fará rever suas crenças sobre a existência e ver o amor incondicional como causa de tudo que há.


 Quotes:  " E o novo Sol da sua vida o fez lembrar como era se sentir novamente no céu, mesmo nunca estando lá. Mesmo sabendo que nunca estaria. Cada momento de sua nova vida representava um peso maior que o puxava para o chão. O paraíso que ele idealizara estava perdido. E não havia anjs ou deuses que pudessem resgatá-lo." - Página 102
" - Lembra das histórias? Todas as que têm um final incrivelmente feliz, antes têm um desenrolar triste e difícil. Nossa hora vai chegar, até lá temos que ser fortes e resistir. O que me conforta é que em qualquer lugar do mundo aonde irei, não importa o que aconteça, lá estará você para mim." - Página 246

Promoção!!


a Rafflecopter giveaway  


Beijos!

E nossa ganhadora é Jéssica, e ela tem até 3 dias para entrar em contato.




21 comentários:

  1. Achei sua crítica muito ruim. Você não pode se basear no seu gosto pessoal na hora de fazer uma resenha para os outros. Claramente você não entendeu a história. Acho que você deveria reler o livro, mas sem esperar romance Crepúsculo porque isso não tem mesmo. Tantos pontos interessantes para se destacar e você se foca no acidente de carro, onde ele simplesmente desapareceu e só 1 de seus amigos o viu voando. Poxa, achei muito infeliz sua escolha de pontos relevantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo.
      Como vai?
      Olha sinto muito se a minha opinião não te agradou, mas sabe o que acontece? É uma opinião e é impossível agradar à todos. Se eu não entendi a história é porque ela não foi clara o suficiente para mim, e caso você tenha se preocupado em ler outras resenhas antes de criticar, eu sempre digo que Crepúsculo não me agrada.
      Grande Beijo.

      Excluir
  2. Acho que a sua ideia de incentivar a leitura é bem interessante, mas não acho que vídeo seja a melhor forma pra isso. Ao mesmo tempo, dá pra perceber que o tipo de literatura que você gosta é bem específica, o que acaba atrapalhando a sua resenha - e qualquer outro tipo de opinião sobre outros livros -, já que você claramente o leu com uma ideia e - como o livro não tinha essa intenção - não foi correspondida.

    Acho que devia mudar um pouco o objetivo que você[s] te[ê]m com esse blog, mas continuar sempre seguindo o caminho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Myako.
      Tudo bem?
      Então eu normalmente não tenho problemas quanto ao tipo de literatura, pois já resenhei e dei cinco estrelas a livros de suspense, ação e de terror que não fazem nem um pouco meu estilo por assim dizer. Como o objetivo de Teodoro durante todo o livro é salvar sua "mocinha" me parece um quote um tanto quanto sentimental, não? Por isso a decepção quanto ao romance,em vista que a ideia principal do livro gira em torno de um amor que não aparece.
      Beijos!

      Excluir
  3. Pelo visto você não entendeu a obra. Como professor de história, especialista em período clássico e apaixonado pela literatura complexa como a machadiana, gostei porque vi claramente o uso do darwinismo psicológico na descrição dos mitos. Sem falar na estrutura cronológica não linear, a qual sou fã, o livro é repleto de simbologias. Certamente pra quem não entende nada disso, é fácil permanecer preso a um romance. Aliás, julgar por romance um livro que não é de romance não é uma técnica muito respeitosa. Einstein disse que se você julgar um peixe pela sua habilidade de subir em árvores, ele viverá o resto de sua vida acreditando que é um idiota. Assim é julgar um livro por algo que não é.
    E pelo que eu entendi (deixo claro que sou bem burrinho), tudo é uma metáfora... Tem até a parte com a analogia do Pinóquio e a origem do mau pelo sábio da Pérsia. Eu também pesquisei e achei a foto da estátua do Anjo Caído, que existe mesmo. Tudo que está no livro existe, porém em metáforas.
    As letras realmente são pequenas, mas para quem lê clássicos de Dostoiéviski como eu, isso não é nada.
    Aliás, recomendo que leia literatura do leste europeu. Verá que histórias não precisam, necessariamente, falar de uma única coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carlos.
      Tudo bem?
      Espero que compreenda que se eu não entendi a obra, foi porque ela não foi clara o suficiente para mim, e assim como ela é divina no seu ponto de vista, não é no meu, é apenas uma opinião e isto é pessoal. Eu leio alguns clássico ao ano, aproximadamente 5, mas eu pretendo entrar na USP, tem o blog que me ocupada grande tempo e fora isso eu tenho uma vida não virtual. Entendo que você tenha adorado o livro, inclusive por ser professor como você é, porém entenda que minha opinião pode ser apenas minha e ela deve ser respeitada.
      Beijos.

      Excluir
    2. Sua critica é extremamente subjetiva, um livro está sujeito a múltiplas interpretações e só porque a sua diverge da dela não é razão para critica e esse tipo de livro é totalmente diferente de clássicos como Dostoiéviski usar isso como argumento só torna sua critica ainda mais infundada

      Excluir
  4. Realmente a leitura não foi bem sucedida. Trágico, fazer uma crítica dessa e ressaltar o romance, um livro desse com pontos tão diferenciado, com cultura tão em explicito. Lamentável!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pc de Vaca.
      Tudo bem?
      Realmente não foi, me ocupou um tempo que eu não tenho. Os pontos que você acredita ser tão diferenciados, para mim não foram, sinto muito, mas a sua opinião pode ser diferente e não melhor que a minha. Apenas respeite aquilo que eu disse, pois fui sincera. O livro pode ser rico culturalmente e ter vários pontos que não ficaram claros para mim, porém o público desse blog pensa mais ou menos parecido comigo, e eles não querem que eu diga algo que eu não senti quando li o livro, por isso busco sempre manter a sinceridade em minhas resenhas, os pontos que estão destacados são os que se destacaram para mim.
      Beijos.

      Excluir
  5. Gente! Vamos com calma aí.
    É a opinião dela sobre o livro. Não sei se vocês sabem, mas as pessoas são diferentes e têm (ainda bem) opiniões diferentes.
    Não li o livro e por isso não vou me deter nisso, mas pelo o que vocês disseram é um livro repleto de elementos históricos e tenho certeza que o autor se dedicou muito à pesquisa. É sempre bom encontrar obras que se preocupam com isso. No entanto, tal fato não quer dizer que o livro vá agradar a todos, infelizmente. Não existe o livro perfeito porque sempre haverá alguém para discordar de algo.
    O que aconteceu aqui, ao meu ver, é que o autor pediu para os amigos que gostaram do livro comentarem a resenha. Não acho que ele fez errado, mas os amigos dele deveriam pegar mais leve. Foi muito baixo todos esses comentários, ainda mais aquele que tenta esfregar na cara de alguém a formação acadêmica.
    Pelo amor, gente... Isso aqui é um blog literário não um congresso científico para se ficar massageando o ego e analisando currículo Lattes.
    Adorei a resenha, Lari, e espero que você sempre continue a ser sincera.
    Abraços
    Jéssica Anitelli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por respeitar minha opinião e SEMPRE estar presente aqui no blog!
      Beijos!

      Excluir
    2. Vou usar como resposta ao comentário da Jéssica porque foi o mais coerente, e também porque a conheço pessoalmente e vejo que é uma pessoa muito respeitosa. Sou o autor do livro e não tinha visto a proporção que a situação havia tomado. Dos comentários só conheço uma pessoa e não concordo com a forma que foi dito e digo que não fala por mim.
      Quando escrevi o livro sabia que receberia críticas positivas e negativas porque nem tudo agrada a todos. O público ao qual direcionei a obra é realmente outro, mas porque há formas diferentes de pensar não quer dizer que é preciso ter ataques e faltas de respeito.
      Com certeza a literatura, em sua história, provou ser meio de propagação de diferentes ideias, boas ou ruins, porém é, principalmente, uma ferramenta de educação, cultura e paz. Como usuários dos seus meios precisamos manter ós pés no chão em casos como esses. No final de tud o blog tem se mostrado um ótimo meio de promover a literatura nacional e isso nos engrandece bastante.

      Excluir
    3. Obrigada, por entender Thom! Acredito que você seja a pessoa mais importante nesse caso, pois é sua obra. Muito muito obrigada.
      Beijos!

      Excluir
  6. Faço as palavras do autor minhas e ainda acrescento que ela deixou bem claro que era uma opinião DELA e que ELA não tinha gostado tanto do livro. Ela colocou o que ELA tinha achado do livro, também não se deixou influenciar por conhecer o autor, mas mostrou sinceridade sobre o que achou acima de tudo.

    Agora, é tão difícil assim respeitar opiniões? Ninguém agrada gregos e troianos, se você gostou e ela não, e daí? Vocês ficarem falando um monte não vai mudar a opinião dela assim como ela dizer acada ponto que não gostou não vai mudar as suas.

    Pensem um pouco antes de falarem o que vem a cabeça, pessoal.

    Beijos,
    ~-Lyoko

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É pura verdade, é apenas minha reles opinião que eu acredito ser do mesmo estilo das pessoas que acompanham o blog.
      Às vezes acontece e não existe o que a gente fazer quanto a essas pessoas.
      Obrigada pelo carinho de sempre,
      Beijos!

      Excluir
  7. Caramba, que discussão sem nexo! Acho que a Lari tem todo direito de dizer o que acha e comparar com que ela bem entender, afinal a opinião e o entendimento é dela! Parabéns pela sinceridade, guria. E não de bola para certos comentários daqui. Afinal, o próprio autor aceitou a crítica, e é quem importa pois isso o ajuda em próximas obras.
    Eu senti vontade de fazer a leitura. Espero que a mim agrade. hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, acredito que quando se trata de opiniões qualquer discussão é sem nexo! Obrigada pela compreensão. Não me importo muito com os comentários não. E sim, é o Thom quem importa. Ah que bom que você gostou!!
      Beijos!

      Excluir
  8. O início, o acidente, me lembrou muito um filme que mexe bastante com a visão do expectador chamado Alucinação! Parece ser bem interessante, assim como o filme! E diga-se de passagem, agora estou irredutível para descobrir o que é um anjo caído! Obrigada pelo suspense, u.u Hahahahaha.
    É um livro que eu pagaria pra ver se eu também não gostaria da história, porque pela sinopse parece ser bem legal!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba eba! Imagina, que bom que você gostou!!
      Beijos!

      Excluir
  9. gente vamos com calma!
    em primeiro lugar para os que nao gostam do tipo de resenha que a Larissa escreve ,tenho uma solução muito fácil ,parem de lelas,pois se voces nao gostam dos comentarios e opiniões ninguem os esta obrigando a ler,e sem ,contar que o espaço que estão ocupando para falar coisas desagradaveis poderia estar sendo usado por pessoas que realmene gostam de ler a opinião dos outros independente do gosto de leitura de cada um .
    Em segundo lugar e mais importante ,Larissa como sempre adorei a sua resenha e nao vejo a hora de ler o livro,e assim descobrir se nossas opiniões serão diferentes a respeito dele.
    Ps:adoro crepusculo e mesmo sabendo que voce nao curte muito ainda continuo gostando das suas resenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que fofa! Mas é verdade, cada um tem sua opinião, cada um tem seu jeito! E obrigada por confiar no meu trabalho e gostar dele.
      Beijoooooooooos!

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário! Volte sempre!